Campanha do Governo estimula o envio de flores no Dia das Mães

Campanha do Governo estimula o envio de flores no Dia das Mães

4 de maio de 2020 0 Por Redação JVH

Com a maior parte da produção voltada para o segmento de eventos, setor pode ser  um dos últimos a voltar à normalidade

Foi lançada nesta segunda-feira (4/5) a campanha “Envie um abraço em forma de flor”, que estimula a população de Minas Gerais a presentear as mães com flores no próximo domingo (10/5). A ação está sendo promovida pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), em parceria com suas vinculadas Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

Com cerca de 90% da produção de flores voltada especialmente para o corte e destinadas aos eventos e comemorações como casamentos, aniversários, congressos e formaturas, o segmento foi um dos primeiros a sentir o impacto da pandemia de Covid-19 e pode ser um dos últimos a voltar à normalidade, já que não há qualquer previsão de retorno das atividades que geram aglomeração de pessoas.    

Diante deste cenário, a secretária de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Valentini, determinou o lançamento de uma campanha para incentivar o envio de flores, especialmente no Dia das Mães.

“Por conta das medidas de isolamento, eu não vou pessoalmente levar meu amor para minha mãe neste ano. Mas vou manifestar todo o meu carinho enviando uma flor que ela tanto ama. Você também pode fazer o mesmo. Mande uma flor para sua mãe, avó, tia, uma madrinha querida e até para aquela professora que você tanto gosta. Manifeste seu carinho em forma de flores”, pede a secretária.

A campanha contará com a publicação de peças gráficas e vídeos nas redes sociais de todo o Sistema Agricultura que, juntas, contam com mais de 120 mil seguidores de todos os lugares de Minas e do Brasil.

O presidente da Associação dos Distribuidores e Produtores de Flores e Plantas de Minas Gerais (ADPF-MG), Flávio de Assis Vieira, explica que o faturamento de todo o setor caiu cerca de 75%. “Os 25% que restam têm sido principalmente graças aos supermercados e às vendas nas redes sociais e e-commerce”, pontua.

Por isso, ele também aproveita para pedir aos mineiros que enviem flores, presente tão tradicional nesta data. “A flor simboliza paz, tranquilidade, amor, atenção. Neste momento, acho que todo ser humano está precisando disso. Já que não podemos abraçar, uma ótima opção é transmitir todo este carinho por meio da beleza de uma flor”, sugere.

Mário Raimundo de Melo, produtor em Barbacena e Alfredo Vasconcelos, no Campo das Vertentes, observa que, com o isolamento social, as flores podem alegrar o ambiente doméstico das pessoas amadas. “Vamos presentear nossas mães e esposas com o envio de flores, como sempre fazemos nesta data. Assim, os consumidores nos ajudam e ainda proporcionam momentos de alegria e carinho com o encanto e a magia das flores”. 

Outras ações

Ainda na busca de soluções para enfrentar a crise, o Governo de Minas, por meio da Seapa, realizou reunião por videoconferência com a Câmara Técnica Setorial da Floricultura, buscando conhecer suas necessidades nesse momento.

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Pesquisa em Flores, Hortaliças e Plantas Medicinais da Epamig, Simone Reis, Minas Gerais é o segundo maior produtor brasileiro de flores e plantas ornamentais. “O setor emprega em média 10 pessoas por hectare, valoriza a mão de obra feminina e pode ser opção de renda para a agricultura familiar, daí a sua importância para o estado”, avalia.

Ações conjuntas da Epamig e Emater-MG também estão sendo desenvolvidas para realizar um diagnóstico da situação atual e apoiar floricultores e iniciativas para o fortalecimento do setor. “Continuamos assistindo alguns produtores em relação aos cuidados sanitários e, também, buscando alternativas para ajudá-los a superar este momento, seja por meio de televenda ou comércio on-line, com entrega a domicílio, ou buscando uma redução no custo de produção”, explica o diretor técnico da Emater-MG, Feliciano Nogueira de Oliveira.

Certificação

O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), que possui 15 selos de certificação para diversos produtos agropecuários, foi responsável pelo primeiro selo de flores orgânicas do Brasil. O certificado foi entregue a um produtor de Jaboticatubas, na região metropolitana de Belo Horizonte.

“Avaliamos, entre outros pontos, a organização, o controle e a gestão do processo produtivo, o sistema de produção inserido em um contexto social e ambiental, além da oportunidade de abertura, acesso ou ampliação de mercados diferenciados”, lembra Thales Fernandes, diretor-geral do instituto.